segunda-feira, 1 de setembro de 2008





A borboleta se sente um pouco assustada, afinal nunca tinha saído do seu casulo quentinho, seguro, porém solitário.
Demorou um pouco para aprender a voar e percebeu que era muito bom voar bom onde nunca tinha estado e sentir o que antes talvez por medo, insegurança e muita comodidade nunca havia se permitido sentir.
As pessoas ainda assustam um pouco, como podem ser tão egoístas e interesseiras?
A borboleta aprendeu a falar o que estava sentindo, o que passava na sua cabeça.
Se enganou, ainda se engana, mais está feliz, leve, solta.
Ainda sente tristeza, solidão, decepção....
Anda rindo e chorando muito.
Aprendeu que um sorriso no rosto desarma qualquer mal humor.
As vezes sente falta da segurança que o casulo lhe trazia, as vezes lhe falta forças para voar...
Quando isso acontece lembra de todos os jardins floridos que visitou quando aprendeu a voar e acredita que por esses jardins vale a pena enfrentar a chuva, os ventos, o sol forte...
Cada dia a borboleta está mais bonita, mais alegre, mais simpática....
ISSO É SÓ O COMEÇO DAS MUDANÇAS... a borboleta quer voar cada vez mais alto e mais longe.

41 comentários:

Welker disse...

Bonito. Deve ser legal ser uma borboleta, daquelas que penetra na pele da vítima e a envenena, matando em questão de alguns dias... em alguns aspectos, as borboletas se parecem com mulheres... na beleza e leveza dos movimentos ao sol poente de verão (ufa, escapei... )

Carmen disse...

Eu hein? Este sujeito aí acima confundiu borboleta com marimbondo!!! rsrsrs

Achei linda a sua comparação com a borboleta... Aprender a voar é um aprendizado difícil, mas bom, muito bom! E necessário.

Que esta nova borboleta que está saindo do casulo saiba por quais jardins voar, com quem voar...

Voe muito, voe alto, mas com uma certa segurança, até saber por onde voar, sem quebrar as asas ou a cara...
Bjs,

Dois Rios disse...

Minha querida,

Que a borboleta que há em você alce voos tão altos quanto os seus sonhos.

Beijos,
Inês

Iúna disse...

kkkkkkkkkk, perdão, não pude evitar, mas borboleta que penetra na pessoa e a envenena, é muito engraçado.
Mas ele tem razão, há borboletas venenosas, só não sei se elas são capazes de nos picar, creio que não.
Vc nao é uma borboleta desse tipo não, é uma candura de ser, um anjo, é assim que a percebo.
mudando de assunto, agora q consegui colocar a imagem no post lá no meu blog, rsrsrs.

Do Jeito Que Eu Sou disse...

lindo....momento de maturidade
adorei o texto
bjus e uma otima semana

Cassius Vallim... disse...

Caraca, não entendi nada o primeiro comentário lá em cima rs...

Boa semana.

Karine Leão disse...

Fabi,

É impressionante... ao te ler, me leio.

Insisto na lenda que diz que duas borboletas gêmeas foram separadas na floresta maternidade e borboletearam até se encontrar em idade adulta e se apaixonarem à primeira vista.

Queridona, espero que a borboleta Fabi alce vôos e mais vôos, todos magnifícos como ela... e quando pensar em desanimar veja que tem uma Fênix dentro dela pronta para desafiar o mundo e ser feliz plenamente!

Amo-te incondicionalmente, irmã!

Beijo Karinhoso!

P.S.: Vc e Leandro já decidiram o dia certinho que vão vir me abraçar? Queria que viessem no fim de semana, tem programas legais por aqui! Ligue-me, tá?

Karine Leão disse...

Lindona...

Acho que o moço do primeiro comentário tinha tomado umas e outras... (risos... brincadeira) e confundiu alhos com bugalhos!!!

Ana Monteiro disse...

FEZ-ME SORRIR!

Obrigada <3

Max Psycho disse...

texto excelente baby, meus parabéns, voa voa borboleta, bjus

Carol disse...

Olá!
Cheguei aqui pelo blog da Camila do Imensidade e vim te conhecer por que temos quase o mesmo nome de blog!

Gostei daqui, volto mais vezes....


Um beijo

Inside Me disse...

menina bonitaaaa, thanks pela visita ^^. Ah, adoro as músicas da pitty, mas num tô de abstinência não, rs olhe a foto de novo, tem uma aliança no meu dedo da mão esquerda, hehehehe, sou casadaaaaa e mt feliz \o)
abraços meus, amoreeeeeeee

O Seu Livre Arbítrio disse...

Um momento de grande mudança. A borboleta passa por grande transformação, evolui e se abre para o mundo. Assim que devemos fazer em momentos da nossa vida, decisões, um passo adiante, etc...
Belo texto!

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia!

Qdo se sae do casulo conhece a liberdade.


beijooo.

O Profeta disse...

Fecham-se as janelas de poente
Acenderam-se os luzeiros no céu
A cidade desperta para o arraial
Uma noiva procura o perdido véu

Os acordes da Banda no Coreto
Uma tuba marca o compasso
O clarinete dança na calmaria
O Maestro solta gestos no espaço



Boa semana



Mágico beijo

Giane disse...

E de sonhos e borboletas a Menina escreve e encanta.
Com palavras nos faz suspirar e entrar gentilmente nessa dança...

Lindo texto (o post anterior também).
É fato. Estarei sempre "borboleteando" por aqui.

Beijos mil!!!

Thiago disse...

eu gosto de gostar de alguém assim ! =)

Mas borboletas não só vivem 24 horas ?

Jana disse...

E pensar que ela só tem 24 horas.

Beijos

Sarinha disse...

Qui lindo!
Borboletas me trazem esperança.. Esperança de que quando tudo esta acabado, há um toque de amor e fica tudo mais lindo!
bjus

DO disse...

Bonito e verdadeitro,não é??
Ah,como eu quero batrer asas,conhecer novos lugares,novos pensamentos...

Beijos!

Jardineiro de Plantão disse...

Concordo...plenamente concordo.

" um sorriso no rosto desarma qualquer mal humor".

É a metamorfose, a libertação para a vida... as cores coloridas, são alegrias desenhadas no seu voar... São Borboletas.

Lindo o texto.

Abraços

ANDREA MENTOR disse...

LINDO TEXTO!!! Tb acho que vale a pena enfrentar as tempetades da vida pelos jardins já vistos antes. Querida, adorei sua visita!! Volte sempre porque estare por aqui tb, toda hora. Vou te add na minha listagem, tá? UM beijo, Andrea

Edgar disse...

Oi moça, te achei perdida lá no meu Blog. Acho que você deve ter se confundido ou sei lá o quê.. ehehe

Enfim, li o teu perfil, achei um barato e ele me trouxe até aqui!

Sabe, eu não gosto muito de borboletas. Há um tempo atrás eu até fiz um post sobre essa minha aversão a insetos! Só que o teu texto é tão lúdico que eu quase titubiei.. mas tirando a licença poética continuo não gostando de borboletas!

Um bjo pra ti.. :D

Homero, O Tosco disse...

Borboletas são sempre boas metáforas...

Sofrer, chorar, também faz parte da vida... Quem tem medo de sofrer e não se arrisca a voar, não vive.

anderson eduardo disse...

Olá, obrigado pela sua gentil visita, espero que tenha gostado.. E quanto a borboleta, a vida dela mesma é uma verdadeira mudança, pois ela vive em uma mesma vida dois tipos de vida diferentes, largata e borboleta.... enfim, adorei seu blog,voltarei.... abração e boa semana

vimaguin disse...

...sigamos então o exemplo das borboletas, mas não como disse o Welker envenenando sua presa...se bem que às vezes não resta outro recurso com eles, não é assim, linda?rss...vim trazer bjs com carinho pela doce visita lá em casa...

Jujuba disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jujuba disse...

Lindo texto!
E obrigada pela visita no meu blog... vou te linkar!
Bjo

Lana disse...

a primavera tá chegando por aqui também...

que bom!!!

beijoooooooo

Rogério Felício disse...

'O que a lagarta chama de fim do mundo, o homem chama de borboleta.'


Adorei seu 'cantinho'
Posso voltar!?

Beijoks

Ana Amélia Teixeira disse...

Estou me sentindo assim,
so que observando com tristeza as coisas que se passaram, enquanto eu estava dentro do meu "casulo"...

Danielle Ribeiro disse...

A borboleta está no caminho certo...
Só manda ela esquecer logo a tristeza, solidão e a decepção!
Só assim ela vai conseguir o vôo perfeito!

Beijos! ;)

lpzinho disse...

Oi mocinha simpática e bonita demais!!
Bacana o seu texto sobre as borboletas... uma metáfora em que eu me encontro, me encaixo perfeitamente, fazendo papel da lagartinha pequena que já começa a ver a luz, sentir as mudanças e as cores novas que farão a vida mais colorida e feliz!
Parabéns pelo seu blog, viu!!
Beijo... e se cuida!!
Sucesso!!! To linkando seu blog hoje, pq vale muito à pena te ler! ^^

Lucí disse...

Ola.. obrigada pela visita, adoro visitas novas.. é sempre blogs novos, novas diferenças para se aprender..

Adorei o texto da borboleta e ainda bem que aprendeu que o sorriso abre portas..permita sempre a borboleta sorrir..

Bjoss.. e sempre me visite, eu vou te linkar pra nao te perder..

=*

Cemitério de Ilusões disse...

existem algumas almas que são como borboletas sensiveis ao extrema
por qualquer vento carregadas
intactas em seu mundo colorido...
me senti dentro da sua prosa
pq estou saindo para um novo mundo tbm...
saindo de casa p ser mais precisa
adorei
força...
fica bem^^


Eloyna Lee

Sergio Bianchi disse...

Como não poderia deixar de ser, retribuo tão gentil visita que me fez lá no blog... Mas, confesso: Quase morri de inveja ao ler seu perfil, sobre todas às coisas que descobriu sobre você... Não sei muito sobre mim, mas já estou num estágio onde isso tem pouca importância. Camaleônico que sou, vou vivendo de transformação em transformação, saboreando minhas diferenças.
C´ést la vie!
Beijos, e boa semana!

Jhennifer Cavassola disse...

OIii! Esse texto me fez lembrar a borboleta no casulo http://mulherdiferente.blogspot.com/2008/08/borboleta-no-casulo.html

Muito bom seu blog e seus textos. Assim que eu tiver tempo quero ler mais.

obrigada pela visita! beijos

catxinha disse...

Lindíssimo.
A borboleta quer e irá voar bem alto e mais longe!
Um beijinho*

Camila Colossi disse...

sabee sou fanatiicaa por borboletaas *--*

Rosamaria disse...

Vim agradecer a visita e amei teus textos. Vou voltar assim que puder.
Parabéns por teres conseguido essa maturidade antes dos trinta! Que sejas muito feliz!
Bjim.

Carol disse...

Eu ainda sou uma borboleta com medo de sair do casulo...
Mas quero ,num dia não tão distante, bater asas e voar!

BjaããããO, vou te linkar tá?
;**