terça-feira, 28 de outubro de 2008

Carta 3

G,

Vou te escrever, quantas vezes eu tiver vontade, quantas vezes eu achar necessário.

Não sei se te escrever faz parte do meu processo de cura ou só alimenta mais a dor da sua ausência.

Mas sinto necessidade de tentar traduzir em palavras o que se passa na minha mente e no meu coração.

Despedidas não são fáceis. Principalmente quando essa despedida é de quem se ama.

Eu sei que você seguiu sua vida, que já não pensa mais em mim e nem posso esperar algo diferente vindo de você.

Ainda é estranho não te ter aqui.

A parte mais difícil de se despedir é ter que fazer isso todos os dias.

Todos os dias enfrento a mesma verdade....

A de que a vida está passando rapidamente, que nosso tempo aqui é curto e que você não vai mais voltar.

Que "nós" não existe mais, que agora sou eu e você cada um seguindo seu caminho como dois estranhos.

A dor que sinto pela sua ausência é semelhante a um ladrão no meio da noite.
SILENCIOSA, PERSISTENTE, INJUSTA.

O pesar que sinto é como o oceano: profundo, obscuro e maior que todos nós.

Mas sei que isso vai passar e que essa dor será diminuída pelo tempo, pela fé e pelos novos amores que surgirão...

Ps: "a minha vida continua mas é certo que eu seria sempre sua, quem pode entender..."
Com amor, paixão, saudades e carinho...

61 comentários:

PULCRO disse...

Eu estou em um momento na minha vida que estou me despedindo muitas coisas. Sinto que preciso fazer isso.
É uma escolha.
Agora torcer para dar certo esta escolha.
Mas se o coração está pedindo.
Eu confio.
Dará certo sim.


http://www.pulchro.blogspot.com/

Gabi disse...

eu adoro suas cartas
e acho que se deve sim escrever até que o coração pare de bater por alguém que não nos quer.
bjos

furanzao disse...

Muito fofo.....que sentimento...lindo, lindo, lindo....
bjao

P.Winter disse...

Olá,querida

Dizem que nosso coração encontra por ele mesmo o caminho que o fará se curar de um amor.
Creio que vc escolheu o seu:escrever cartas!!
Se isso faz com que te sintas melhor,continue até que te livres dessa dor.Estou torcendo por vc!Sempre!

beijos

P.Winter disse...

Olá,querida

Dizem que nosso coração encontra por ele mesmo o caminho que o fará se curar de um amor.
Creio que vc escolheu o seu:escrever cartas!!
Se isso faz com que te sintas melhor,continue até que te livres dessa dor.Estou torcendo por vc!Sempre!

beijos

Leonardo Werneck disse...

É uma bela carta.

Escrever assim nos alivia a alma.

Beijos

Giselle disse...

Fabi,
escreva quantas vezes achar necessário, desabafe assim como anda fazendo, tenho certeza que essas cartas um dia será sua cura interior ...
Beijo imenso,
adoro-te viu?

Vivian disse...

...minha lindinha,
eu entendo seu sofrimento,
pq sei que não existe um
interruptor que apertamos
e apaga tudo...

como disse a Gi,
escreva quantas cartas
precisar, assim vc vai
limpando seu coração,
e das duas uma...
ou ele te ama e volta atrás,
ou então não alimentará seus
sonhos, o que eu acho até uma
atitude louvável quando se trata
de não brincar com os sentimentos
alheios.


agora pense nisso...rs

"ex-namorado é como foto
de um vestido antigo,
e quando olhamos para ela,
não acreditamos como tivemos
coragem de andar com AQUILO...


muahhhhhhhhhhhh, lindeza!

Vinícius Aguiar disse...

Bom, o importante é que vc tem consciência de que não existe dor que não passe... fé em Deus, amor próprio, e um outro amor, mesmo que não sendo o melhor, podem te ajudar muito nesse difícil processo de recuperação... Beijos!

Max Psycho disse...

não sei io que vcs veem neste tal de amor

Pelos caminhos da vida. disse...

Linda carta, mas acho que vc fazendo isso,acaba se machucando mais ainda,mas por outro lado vc faz o seu desabafo,uma separação nunca é fácil,ela doi muito,mas vai passar,vc é jovem,vai amar de novo, de tempo ao tempo ele cura e cicatriza todas as feridas.

Obrigada pela visita.

Boa noite.

beijooo.

Layana. disse...

aaain que coisa mais linda, você realmente tem o dom das palavras. E sabe de certa forma sempre nos deparamos com esse tipo de despedida. Infelizmente é a vida, mas essa dor não mata, só fortalece. Eu realmente adorei, muito.
Obs: eu adoro a música: os outros.
Beijos.

Lulu on the Sky® disse...

Bela carta Fabi, às vezes despedidas são necessárias.
Big Beijos

Andre Martin disse...

Quem disse que a vida é justa? Quem disse que ia ser fácil para a gente? Quem disse que podíamos sonhar e acreditar que o podemos ter e realizar tudo que queremos?...

O negócio é enfrentar as adversidades, e se contentar com as realizações, com o que temos, com o que de melhor nos resta: as boas lembranças!

Quer uma previsão que funcione pra você, do tipo "você viverá um amor arrebatador"? Fácil! Essa nem precisa previsão: você já plantou esta sementinha dentro de você, e vem crescendo, basta regar um pouco mais com um tempo bem suportado, que vai brotar, brilhante e perfumado! Você vai ver: sou um especialista "profeta de fatos passados", não falha! rsrs

Mas acredite, não demora vai acontecer, e será quando você mesmo esperar! (eita, baita paradoxo!!! mas assim é o amor)

mesdre.myblog.com.br

Tathiana disse...

Mais q compreendo. Só espero q o tempo seja amigo e traga alívio rápido.
Bjs.

Saulo Oliveira disse...

Nossa. Sem palavras


=X


=*** bjão querida.

Tay disse...

Escreve sim,ate qnd vc perceber q td mudou dentro de vc..agora posso te fazer um pedido???qualquer dia desses conta sua historia cm ele aki,pra gente entender pq esse amor acabou...bj

Diego! disse...

Cartas.
Metade dos documentos do word, salvos no meu pc, são de coisas que nunca vão ser lidas.
Rs

Até...

ANDREA MENTOR disse...

Fabi, escrever o que se sente, declarar o amor sem necessariamente esperar nada em troca, faze-lo porque buscando a cura ou cavocando a dor, seja lá como for, é muito nobre, e pra poucos. Sentir, assumir e fazer o que achar necessário, pagando o preço e sentindo a dor que for é fazer um pacto com a verdade, consigo mesmo. É se respeitar e o resultado só pode ser bom. Até lá, faça da angustia um aprendizado. Amo vir aqui. Beijo querida

paula barros disse...

Querida estava preocupada com sua ausência.

Penso o seguinte, o escrever exorciza sentimentos fantasmas que tentam nos aterrorizar. Através da escrita nos analisamos. Refletimos. É uma catarse dos nossos sentimentos.
Escreva, escreva, escreva.....alguns podem até não vir para o blog, escreva para você.

Tenho vários poemas de despedida que nunca foram para o blog. Ainda não me despedi totalmente, mas quando releio vejo o quanto já melhorei. É um processo.

Outra coisa que descobri e deixo para você pensar. Descobri que alimentar um amor impossível, falido, me protegia de ter que amar de novo, me lançar, me arriscar. Vamos pensar nisso? Pode ser que você até me ajude.

beijos querida, e tenha certeza, tudo passa, e a dor ensina mais que a felicidade, para quem dela aproveita para se conhecer, e sei que você aproveita.

beijos no seu coração lindo.

Nanda Assis disse...

linda carta, e sei que servirá pra muitas garotas que sentem assim.
em outra ocasião eu usaria esta carta sua, só lamento pelo seu sentimento de falta
e saudade.

bjosss...

Thiago disse...

Depois de você... ai ai!

Doeu viu?

Luciana disse...

Como sempre...lindo o que vc escreve!Vindo aqui não posso esperar coisas diferentes.Não posso não me ver no que vc escreve.

Obrigada pelo comentário tbm.
E saiba.Deixa doer tudo,fale tudo,deixe seus amigos enjoados de falar dele,porque depois vc mesma enjoa e passa.Eu sei que passa(Eu tenho fé nisso rs)

Sammyra Santana disse...

Escreva mesmo, quantas cartas seu coração pedir! É uma maneira excelente de desapertar o peito e dar vazão a sentimentos que ficam aprisionados dentro de nós , sufocando tudo, muitas vezes até o amor-próprio!
À medida que vamos botando pra fora, a vida vai se tornando mais leve!
Beijo bem grande!

meus instantes e momentos disse...

ótimo post, bom como sempre. Me inspira vir aqui, é bom voltar.
Maurizio

Bárbara disse...

Quanto tempo, gosto da qui !
Bjo

Mabe disse...

Lindo, triste...mas as vezes necessário...
A vida segue...

Beijos amiga.

MCI disse...

:c(

E o que é isto senão a vida?
Ah, esse Amor arteiro!

Abraços!

»»Luh Kururu«« disse...

Adorei o post... já dizia o poeta que não existe amor isento de dor, né... e apesar de ser escrito em um momento de trsiteza, foi muito bem escrito...
Beijocasss...

Deusa Odoyá disse...

Olá querida amiga.
lindo o seu poema de despedida.
escrevas amiga, enquanto tiver forças e enfrentar esses desafios de uma separação, escrevas.
Bote em suas escritas, toda sua revolta, desassocego, seus anseios, suas solidões, suas ausências, e desencontros.

Enfim tudo que lhe machuque por dentro.
Beijos, e uma semana repleta de muita paz e amor.
Regina Coeli.

Pavón disse...

Não mandamos no coração e quando tentamos mandar enfrentamos uma briga diária e constante contra algo que não podemos, ou nao deviamos, combater...
Mas como vc mesma disse, vai passar... seja pela persistencia de cartas, seja pelo "assoprar" do tempo, seja pelos caminhos tortuosos da vida que sempre nos surpreendem....

Beijos

Kari disse...

Sempre nos lembramos do Leoni nesses momentos, né?
"Mas o pior é pensar que isso um dia vai cicatrizar". Eu SEMPRE lembro desse trecho...


Beijão

Lu Olhosde Mar disse...

já me despedi em lágrimas tb e foi libertador. aguarde, vem coisa nova por aí. beijo!

Su disse...

Ah... essas suas cartas!!
As palavras rasgam de dentro do peito e são escritas com tinta vermelha de saudade, carinho, paixão e vontade de está perto!!
Escrever é a melhor solução, mesmo que elas não sejam enviadas, vc traduz todo esse sentimento que a domina... E com tempo essas dores vão passando e ficam apenas lembranças!!!

BEijos, Linda!!!

Carla disse...

... And life goes on...

DO disse...

EStas cartas servem pra aliviar a alma. E vc o faz muito bem.
Beijos!!

Anny disse...

Sabe,eu realmente acho q esse troço de amor é complicado demaisd...Ou será q é a gente que complica??
Ahh,realmente não seiii...
Só sei que não vivemos sem o tal de "amor"...
bjo

LuzdeLua disse...

Que sentimento nobre amiga, despido assim sem qualquer receio.
Fico aqui, nesta paragem, sofrendo um pouquinho pela tua dor.
Se ajudar, as mãos estão estendidas para uma forcinha do lado de cá.
Um abraço e "apesar de qualquer coisa, amanhã será um outro dia."

Giane disse...

Oi, Menina...

Ás vezes é tão difícil vir aqui.
Ler e identificar sentimentos passados tão bem (d)escritos e reviver dores que pensava-se já curadas...

Beijos mil!!!

BRUNO LEONARDO disse...

Oi,linda

Não sei escrever cartas,mas se recebesse uma nestes termos, eu voltaria correndo pros braços de quem demonstra tanto amor...quem sabe ele vai receber e refletir que está deixando passar uma oportunidade de ouro,hein?
grande beijo

Querido Diário Otário disse...

Que lindo *-*, meus olhos enxeram de lágrimas ♥

Luifel disse...

Escrever exorcisa, diz Henri Nouwen e Isabel Allende.

Tudo passa! A gente tem uma tendencia a fugir das nossas feridas, mas a gente só as cura quando a expomos e colocamos ao sol pra q elas se curem.

Só expostas ao coração que as feridas se curam e vc tem caminhado nesse sentido! Logo isso vai ser algo passado e recordado como uma experiencia frutífera.

Bj

Rosa Canela disse...

Olá Menina ...o qua mais doi é a despedida e isso estou tentando enfrentar ...mais como é dificil ...

Mais seguir é preciso mesmo que isso nós faça metade apenas ;..


Beijos

Rosa

GUILHERME PIÃO disse...

A despedida, a separação... é sempre complicada e dolorida, o bom é que com o tempo ela como toda a ferida acaba cincatrizando.
Abraços

Caroline disse...

eu acabei meu namoro semana passada, mas voltei 1 hora e 30 depois...

como diria ana carolina:
"eu voltei por entre as flores da estrada,
pra dizer que sem vc não há mais nada."

só porque tava começando a sentir tudo isso que vc sente, e sabe, eu achei que não suportaria.

mas a gente sempre suporta, e continua. porque daqui a pouco a neblina passa, as lágrimas secam, e a gente enxerga novamente como a estrada é linda!

beijo em vc.

Codinome Beija-Flor disse...

Ler sua carta e sentir que amar é algo universal, amamos do mesmo modo, sentimos do mesmo modo.
Amor é algo que só quem sente sabe o que é.
Sei bem o que vc sente, escrever sem saber se vai ser ou não lida.
Bjos

Dora disse...

Cada coisa tem seu tempo certo. Isso é uma verdade universal, mas nem sempre a gente aceita. Isso é o mais difícil. Amores que se vão são sempre dolorosos, mas sempre procuro trazer à memória o melhor deles. Acho que tudo é um aprendizado. E acho também que as pessoas que fazem parte da nossa vida colaboram com o tipo de pessoa que vamos nos tornando no decorrer do tempo... receio porém que todo esse processo, todo esse amadurecimento e todas as perdas pelas quais passamos ao longo da nossa vida sejam mais doídas do que gostaríamos. São, no entanto, necessárias (?!)...
Um cheiro grande. Fica bem querida.
Boa noite.

Gleidston dias disse...

Esse caminho atraves das cartas pode ser o alivio para curar-te desse amor,mesmo sendo uma carta, traz nela uma grande reflexão.
sou solidario ctg neste mmt.
big abraço!!!

Suzi disse...

ai, mô pai...
"depois de você
os outros são os outros
e só"
ai, mô pai, essa música só não me matou porque depois do depois eu segui o meu coração...

;)

Nunca é tarde para ser feliz! disse...

Vi seu Blog no da minha filha... passei pra conhecê-lo... adorei!!! Voltarei outras vezes!!! Gostei demais do post... Bjs

Francisco Castro disse...

Olá, ótimo post e excelente blog o seu. Parabéns!!

Um abraço

janelasdavida disse...

Escrever tbm é uma terapia... ajuda as espulsar os fantasmas! Mas, como toda terapia, o objetivo é cura, por isso, não caia na tentação de cultivar (sentir prazer com) a dor!
Oi, Marcella!
Adoro a visita! A casa é tua, pode entrar!
Bjs!

Flor disse...

no coração ninguem manda...

beijoo

Patricia disse...

é amiga, estamos passando pela mesma fase, é muito difícil dizer adeus, eu to tentando aprender a fazer isso agora, mas dói né? Dói muito!

Vamos sair dessa, ah se vamos!!!

Beijos!

Sieger disse...

Lindo esse sentimento...
Eu ja tentei escrever uma carta a um grande amor que eu tive, mas o orgulho foi maior...

lpzinho disse...

Puxa... suas cartas são sempre mto expressivas, mas sei lá... parece q carregam uma dor chatinha que eu pessoalmente não quero curtir em relação ao final do meu namoro por exemplo. Sinto falta dela ainda.. tem dias q é latente... mas ao mesmo tempo, cada vz mais eu penso que se acabou, e do jeito que acabou foi melhor. Até pq HOJE neste exato momento já sei que não conseguiria mais ter nada com ela. Nem se ela quisesse Fabi!
O fato é... havemos q ter mto cuidado com sentimentos, pq eles nos fazem adoecer... inclusive no corpo. Um amor não vivido, sofrido e do qual a gente naum consegue se desligar pode dar além de tristezas e mágoas, dores pelo corpo, mal estar.. etc.
Então, se cura logo amigaaaaa... pra estar sempre bem e feliz!
=) Se cuida tah?
Bjos

░<«¿♥*Vivi*♥¿»> ░ disse...

É linda esse sipo de sentimento parece ser tão singular, mas são nessa hras q percebemos o quão universal eles são.... luindo texto

Lucí disse...

Acredito que o pior de ter que esquecer alguém são as lembranças que insistem em nos perseguir.

E como se a pessoa estivesse impregnada em todos os cantos e qualquer coisa nos faz lembrar de momentos...

A vida continua e tente viver com as lembranças boas...

Bjooo ;)

*Sei muito bem o que sente, mas só deixei de sentir quando encontrei outro grande amor, eo que antes parecia impossível hoje não me faz mais falta*

Pri disse...

Enchi os olhos de lágrimas... ando muito muito sentimental ultimamente....

ficou lindo, lindo!

=**

Dedinhos Nervosos disse...

Escrever é ótimo pra gente desabafar. Eu adoro, mas até certo ponto. Pq acabo remoendo, reavivando a memória do ex, os momentos bons, em como seria ótimo se ele ainda estivesse ao meu lado. Agora tenho evitado isso. Escrevo pouco e falo menos ainda. Pra 1 ou 2 pessoas e pronto.
Acho que pra mim isso tem funcionado.
Bjos e força!

ALF disse...

Nossa, que texto lindo. Tão cheio de sentimento. Numa despedida tão amorosa. Palavras de amor numa carta de saudades, do que passou e da importância da existência de um ser que ainda vive dentro da alma.


Eu mais que ninguém sei que escrever faz um bem incrível.

Em breve vou escrever pra ELA também... uma carta bem assim.
=***

Beijos