domingo, 20 de setembro de 2009

Se atreva



QUEM NÃO SE ATREVE A QUERER DOIDAMENTE

SOFRE DA ÚNICA CULPA QUE A GENTE NUNCA SE PERDOA.....

A CULPA DE NÃO TER OUSADO VIVER SEGUNDO NOSSOS DESEJOS.


Nunca recuse a um convite,nunca resista ao desconhecido,

nunca deixe de ser educado, nunca fique sem ser convidado.

Mantenha sua mente aberta e absorva as experiências,

e se você se machucar,

se muito doer,

quer saber,

provavelmente valeu a pena.

Não deixe que o medo, as dúvidas de impeçam de viver!

24 comentários:

Silvia Gonçalves disse...

Belo texto...

Bjos

Desabafando disse...

adorei...

Juliana Lira disse...

Amém

Adorei Fabí é isso aí mesmo!É que sou meio medrosa, mas vou começar a me atrever amanhã bem cedo rsrsrssrs

Milhões de beijos

Kátia Ruivo disse...

Dessa culpa não vou sofrer nunca!
Vivo loucamente como mandam meus desejos e vontades...
delícia de blog!
bjs

Jou Jou Balangandã disse...

É isso ai! Não temos tempo para passar nossa vida a limpo. Ela foi feita pra ser vivida, intensamente, e sem ensaios!

Bjou

Dama de Cinzas disse...

Eu já fui 100% assim, depois de tanto levar na cabeça, acho que estou uns 65% assim... rs

Beijocas

Giselle disse...

Fá,
é isso aí, o importante é que emoções eu vivi ...
Lindona, e o pé está melhor?
Espero que sim, rs...
Tenha uma semana súper abençoada,
com carinho,
Gi

Déia disse...

É, bem que eu queria ser mais ousada... talvez eu aproveitasse mais a vida!!

Mas a segurança do conhecido, me faz tão beeemmmm rsrsrs

bj

EXAGERADO disse...

Oi,linda

É como dizem por aí:quem não morre não vê Deus!
Eu arrisco sempre!

Beijão,lindinha!

Olhos e pensamentos disse...

eu que não me atreva rsrsr

Blog da Fatima disse...

É isso ai..vamos nos atrever!!!
Se ousadas, ser exibida mesmo!!!

Fábi...
lindo texto adorei..

bjs no ♥

entremares disse...

A escuridão era imensa...e as mãos tremiam-lhe, como nunca.
Um fósforo. Um simples fósforo.

A escuridão, para quem nunca vira a luz... não era escuridão – era simplesmente o mundo, tão real e palpável como outra coisa qualquer. Quem já experimentara a luz... dizia que não havia palavras para explicar essa sensação; as cores, as formas, as tonalidades.
Mas ele, desde sempre convivendo com a noite negra, não sabia isso. Nem conseguia imaginar ao menos esse êxtase dos sentidos... quando riscasse aquele fósforo e dali brotasse a luz.
Teve medo. Um pânico de morte, de não saber o que iria sentir a seguir. Como seria... a luz? Como seria... o seu calor, a sua claridade? Que sensações de prazer lhe assaltariam a pele?
E, pior ainda... e se ele se viciasse nessa sensação?
E se ele se tornasse um dependente da luz? O que fazer?

O que fazer depois, quando o único fósforo de que dispunha... se esgotasse em cinzas e ele retornasse à eterna escuridão?

O que fazer?
Valeria a pena?
Compensaria um breve momento de prazer absoluto... uma possível vida inteira de torpôr, de adormecimento?

As mãos tremiam-lhe.
E então... lembrou-se.
Alguém que lhe dissera, depois de experimentar a luz, que “ mais valia arrepender-se depois de experimentar, do que lamentar-se de nunca o ter tentado”.

Vagarosamente, pegou no seu precioso tesouro.
Morreria se não o tentasse.
Morreria de desejo, de ansiedade, de uma vida por cumprir.

Respirou fundo.
E como quem se lança do alto do abismo... acendeu o seu fósforo.

Blog da Fatima disse...

Fabi...

tem selinho pra ti lá no meu Blog.
Vai lá buscar teu presentinho!!!

bjs no ♥

Déia Tariga disse...

Ótimo....


Adorei!!!

Gr Abraço!

Renata disse...

É por isso que muitas vezes eu vou contra a minha vontade inicial e aceito fazer as coisas. Quer saber? Poucas vezes me arrependo.

Beijos.

Mågø Mër£Îm disse...

Copiei e colei o que tu publicou pra uma certa pessoa... que ela faça o que o texto pede... rs

Beijo

Blog da Fatima disse...

O teu selinho tá lá no meu blog!!!
Vai buscar!!
http://fatimadisse.blogspot.com/

bjs no ♥

Guilherme disse...

Oie,
Gostei do seu texto.
Parabens!!!
abs

Mågø Mër£Îm disse...

Seu texto me ajudou... ah, muito obrigado!...rs

beijo

Path! disse...

Inspirador e pensante. (Y)

*-)

Belle disse...

Para que resistir se nossa vontade é viver intensamente!!??
Lindo texto
bjossssssssss

Selene disse...

Olá...
Cheguei até aqui pelo Blog do Mago Merlim... e adorei... tenho um blog juntamente com uma amiga... histórias, contos, poemas... se quiser, venha nos conhecer e faremos uma nova amizade...

Selinhos da Selene...
Bjokas da Ariadne!

Cris Tarcia disse...

Ola! Viajando de blog em blog, cheguei aqui, e fiquei encantado com os seus textos e fotos.
Vou voltar ! Um abraço

Neila Baldi disse...

Verdade